Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:



Mundo ► Fenómenos Naturais

 
20-03-2018 12:15
Alasca, E.U.A.
Trovão vulcânico foi registado pela primeira vez no vulcão Bogoslof - Alasca

Foi gravado, pela primeira vez, o som de um trovão vulcânico. Este fenómeno já tinha sido relatado várias vezes por testemunhas, no entanto e até ao momento, sem nunca ter sido registado.

Um trovão vulcânico trata-se de um fenómeno sonoro que, tal como nos casos comuns, acompanha o relâmpago luminoso. Neste caso, o relâmpago vulcânico ocorre no interior de uma nuvem de cinzas no decorrer de uma erupção vulcânica.

Este fenómeno foi gravado pela primeira vez em dezembro de 2016, por investigadores do United States Geological Survey (USGS), no decorrer de uma erupção do vulcão Bogoslof, nas ilhas Aleutas no Alasca, E.U.A.. 

Trata-se de um fenómeno difícil de registar, devido aos vários ruídos que se registam no decorrer de uma erupção vulcânica, nomeadamente o estrondo dos gases quentes, do material que é expelido do interior da terra, bem como as explosões sonoras criadas quando a onda de choque da erupção excede a velocidade do som.

Os microfones, posicionados numa ilha próxima do vulcão, captaram todos os ruídos durante cerca de 8 meses. Os investigadores conseguiram identificar e isolar o som que corresponde ao trovão vulcânico.

Esta descoberta, considerada praticamente impossível por muitos vulcanólogos, foi publicada na passada semana na revista Geophysical Research Letters. Juntamente foram também publicados os excertos de áudio da erupção, os quais foram compilados e acelerados 20 minutos de gravação em 20 segundos.

Segundo Matt Haney, autor principal do estudo e sismólogo do USGS e do Alaska Volcano Observatory (AVO), os sinais do trovão correspondiam ao momento e à intensidade dos relâmpagos na erupção. Futuramente, investigadores poderão utilizar o trovão como um proxy para os relâmpagos em erupções, os quais são produzidos por partículas carregadas de carga elétrica nas nuvens de cinzas.

Uma vez que estes fenómenos são associados a erupções vulcânicas de maior magnitude, conseguir detetar estes sinais luminosos e ruídos é uma ferramenta fundamental para o estudo na área de proteção de pessoas e aviação.



Fontes


Science Alert
Visão

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
quarta-feira, 31 de Maio de 2017
No passado domingo, dia 28 de maio, às 14:16 (hora local, 22:16 UTC), o vulcão Bogoslof, localizado na parte oriental do arquipélago das Aleutas, entrou novamente em erupção.   Em comunicado, o Alaska Volcano Observatory (AVO) reportou que as imagens de satélite e informação avançada por pilotos indicavam a formação de uma nuvem eruptiva que alcançou pelo menos 10,6 km de altitude, podendo mesmo ter chegado a 13,7 km. Informar...
quarta-feira, 3 de Maio de 2017
​Uma série de sismos de elevada magnitude foram registados na passada segunda-feira, 1 de maio, na fronteira entre o Canadá e o sudeste do Alasca. Segundo o United States Geological Survey (USGS), o primeiro sismo, com uma magnitude preliminar de 6,2, ocorreu às 4:31 hora local (12:31 UTC), a uma profundidade de 2,2 km, localizou-se a cerca de 88 km a WNW de Skagway (Alasca) e foi sentido durante cerca de 30 segundos a centena...
segunda-feira, 16 de Janeiro de 2017
O vulcão remoto no Alasca, Bogoslof, localizado a cerca de 850 km a sudoeste de Anchore, continua em erupção, tendo afetado grande parte da área da ilha que constitui. Imagens de satélite de 1998 e de 2017 revelam como as erupções do vulcão Bogoslof transformaram a ilha formada em apenas duas décadas. Em 23 de dezembro, observadores de um navio de guerra da Guarda Costeira relataram ter observado cinzas, relâmpagos e “ejeção ...
terça-feira, 27 de Dezembro de 2016
​O vulcão Bogoslof, localizado na parte oriental do arquipélago das Aleutas, entrou novamente em erupção.   O Alaska Volcano Observatory (AVO) emitiu um comunicado a informar que a erupção se iniciou às 23:05 (UTC, 14:05 Alaska Standard Time - AKST) de 26 de dezembro, estando a ser continuamente registada através de dados sísmicos das ilhas vizinhas, da formação de relâmpagos e através de imagens de satélite. As temperaturas d...
sexta-feira, 23 de Dezembro de 2016
Na passada terça-feira, dia 20 de dezembro, o vulcão Bogoslof, localizado na parte oriental do arquipélago das Aleutas, entrou em erupção. Segundo o Alaska Volcano Observatory (AVO), o evento foi testemunhado por pilotos que avistaram uma nuvem de cinzas que atingiu cerca de 10,5 km de altitude e que progrediu para norte.   Entretanto, o AVO confirmou a ocorrência de uma explosão às 16:10 (hora local, 01:10 UTC) de dia 22 de d...
quarta-feira, 26 de Outubro de 2016
​O Alaska Volcano Observatory (AVO) elevou o nível de alerta do vulcão Cleveland para nível III, numa escala de 4, e para o nível de alerta laranja para a aviação após a deteção de uma explosão no vulcão.   O vulcão Cleveland eleva-se a 1730 metros e localiza-se na desabitada ilha Chuginadak, nas ilhas Aleutas no Alasca a cerca de 72 km a oeste de Nikolski e a 1500 km a sudoeste da capital, Anchorage.   A explosão ocorreu pela...
terça-feira, 29 de Março de 2016
​De acordo com o Alaska Volcano Observatory (AVO) do United States Geological Survey (USGS), o vulcão Pavlof localizado no Alasca, entrou em erupção domingo, dia 28. A erupção explosiva, com uma fonte de lava, produziu uma nuvem de cinzas que atingiu uma altitude superior a 6 km, aumentando o nível de alerta da aviação para vermelho, e o nível do vulcão para alerta.   A atividade no vulcão manteve-se constante e atingiu o seu ...
sexta-feira, 2 de Outubro de 2015
​Segundo o Alaska Volcano Observatory (AVO) do U.S. Geological Survey, o nível de alerta do Vulcão Veniaminof no Alasca foi elevado de verde para amarelo, bem como o código de cores para a aviação. De acordo com o USGS a mudança de estado, quer do nível de alerta quer do código de cores para aviação, indica que o vulcão está a mostrar sinais de actividade acima dos níveis normais de referência.  Ao longo do dia de ontem, 1 de...
segunda-feira, 17 de Novembro de 2014
No passado dia 12 de Novembro, o Vulcão Pavlof, localizado no Alasca, entrou em erupção. A actividade eruptiva iniciou-se com a emissão de cinzas até cerca de 3 km de altitude e produção de fontes de lava numa cratera situada imediatamente a norte da cratera principal. A actividade vulcânica foi acompanhada por um incremento da sismicidade.   No dia 15, a actividade explosiva intensificou-se e as cinzas atingiram aproximadamen...
domingo, 11 de Março de 2012
​No passado dia 9 de Março o nível de alerta do Vulcão Iliamna (Alasca) passou de verde para amarelo no que concerne à aviação. De acordo com o Alaska Volcano Observatory (AVO) tal decisão teve por base o facto do aumento da sismicidade registada ter ultrapassado o nível considerado normal para aquele aparelho vulcânico. Todavia, o AVO refere que tal incremento na sismicidade não é ainda indicativo de movimentação de magma em ...
sexta-feira, 9 de Março de 2012
Redes sísmicas distantes e estações de infrassons detectaram uma explosão no Vulcão Cleveland no passado dia 8 de Março, às 4:05 (hora UTC, 07:05 local). As condições meteorológicas não permitiram detectar o evento explosivo, visualmente ou através de imagens de satélite. No entanto, segundo o Alasca Volcano Observatory (AVO), deverá ter sido similar àqueles ocorridos em Dezembro de 2011, com a produção de pequenas nuvens de c...
sexta-feira, 22 de Julho de 2011
​O nível de alerta do Vulcão Cleveland, localizado nas ilhas Aleutas (Alasca), foi elevado dado nos últimos dias imagens de satélite terem captado anomalias térmicas. A ausência de uma rede de monitorização sísmica não permite detectar se há actividade sísmica associada.   O Alaska Volcano Observatory informa que podem ocorrer explosões com emissão de cinzas até 6 km de altitude sem qualquer sinal precursor e que podem passar ...
sexta-feira, 24 de Junho de 2011
​Dia 23 de Junho, às 19:09 (hora local, 03:09 hora de 24 de Junho UTC), ocorreu um sismo de magnitude 7.2 com epicentro a cerca de 130 km a NE de Dutch Harbor, ilhas Aleutas (Alasca). O Pacific Tsunami Warning Center emitiu um alerta de tsunami que, foi posteriormente retirado, levando a que os habitantes a refugiarem-se em locais mais elevados. No entanto, não há registo de danos ou vítimas.
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.