Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:1dc60d77-c804-4331-8da5-9e71fab466e2


Mundo ► Fenómenos Naturais

Vista aérea da Baía de Kapoho (Foto: USGS in Forbes)
07-06-2018 14:30
Havai
Kilauea: lava cobre totalmente a Baía de Kapoho

A erupção fissural em Leilani Estates, na zona do Rift Este do vulcão Kilauea, continua.

O comunicado mais recente do Observatório Vulcanológico do Havai (HVO) do United States Geological Survey (USGS) informa que a atividade na fissura 8, a única ativa de momento, continua, com fontes de lava que atingem 39-64 metros de altura e que alimentam um fluxo de lava que avança para leste em direção à área da Baía de Kapoho, onde entra no mar.
 
Centenas de casas ficaram destruídas. A alguns dias atrás, a Baía de Kapoho era um destino turístico muito apreciado, com várias casas de férias, praias e águas límpidas. Atualmente, a baía encontra-se totalmente coberta por um campo lávico que se estende por quase 1,3 km a partir da aía antiga. As lavas remodelaram completamente a costa do Havai.
 
As escoadas lávicas emitidas recentemente são as mais destrutivas desde que o Kilauea entrou em erupção no passado mês de maio. Quando esta começou, foram as subdivisões de Leilani Estates e Lanipuna Gardens que ficaram destruídas pelas lavas e piroclastos emitidos. Com a escoada lávica recente que atingiu a Baía de Kapoho, Vacationland e Kapoho Beach Lots ficaram completamente destruídas. Segundo as autoridades da Defesa Civil do Havai, a maioria das quase 500 casas existentes nas duas comunidades foram destruídas.
 
Um voo de reconhecimento realizado no final do dia de ontem testemunhou a formação de uma vigorosa nuvem de vapor resultante do contacto da lava com a água do mar, que progride para sudoeste, para terra. Foi possível verificar que o delta lávico formado na Baía de Kapoho aumentou ligeiramente, e um lobo lateral da escoada lávica está a fluir lentamente para norte, através do que resta da subdivisão de Kapoho Beach Lots.
 
Cabelos de Pelé e outros produtos, como vidros vulcânicos leves, provenientes da fonte de lava da fissura 8, estão a cair a favor do vento e a acumular-se em Leilani Estates. Sendo partículas mais leves, o vento consegue transportá-las a maiores distâncias. Por isso, os residentes são aconselhados a minimizar a exposição a essas partículas vulcânicas que, à semelhança das cinzas vulcânicas, podem causar irritação da pele e dos olhos.
 
A emissão de gases vulcânicos continua em níveis muito elevados. O HVO/USGS adverte que nos próximos dias, as condições de vento vão ser propícias à formação de vog (nevoeiro vulcânico) não apenas nos setores sul e oeste da ilha do Havai, mas também no interior da ilha.
O magma continua a abastecer a zona inferior do Rift Este. A atividade sísmica encontra-se relativamente mais baixa, com sismos de magnitude baixa e tremor vulcânico de baixa amplitude. O HVO/USGS informa que podem ocorrer novos episódios de emissão de lava a partir da abertura de novas fissuras, ou da reativação das já existentes.
 
Relativamente à atividade no topo do Kilauea, ontem, por volta das 16:07 (tempo do Havai) ocorreu uma pequena explosão, equivalente a um sismo de magnitude 5,6, que gerou uma pluma eruptiva que ascendeu até 3 km de altitude. Após este evento explosivo, a sismicidade neste setor do vulcão decresceu significativamente. Continuam a verificar-se alguns movimentos de vertente nas paredes da cratera Halema’uma’u em resposta à subsidência em andamento no topo do Kilauea. Ao longo da última semana, as emissões de dióxido de enxofre diminuíram, mas continuam suficientemente elevadas para condicionar a qualidade do ar nas áreas localizadas a favor do vento.


Fontes


HVO/USGS
Forbes

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:1dc60d77-c804-4331-8da5-9e71fab466e2
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.