Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:d3fad9cd-6407-4a97-9e4b-ec164b096e24


Açores ► Fenómenos Naturais

Chaminé do novo campo onde é visível a atividade hidrotermal (Imagem: ROV "LUSO" - EMEPC)
21-06-2018 14:05
Açores
Expedição Oceano Azul descobre novo campo hidrotermal nos Açores

​A expedição científica Oceano Azul, iniciada no passado dia 3 de junho e com fim no próximo sábado, descobriu um novo campo hidrotermal no mar dos Açores, localizado no monte submarino Gigante, a 60 milhas (111 km) da ilha do Faial, a 570 metros de profundidade. Este foi o primeiro campo hidrotermal a ser descoberto no âmbito de uma missão organizada por uma instituição portuguesa, liderada por cientistas portugueses e utilizando navios e meios nacionais. É também o que fica a menor profundidade de todos os oito campos conhecidos nos Açores, na Crista Média Atlântica.


Em declarações prestadas à Agência Lusa, Emanuel Gonçalves, líder da Expedição Oceano Azul e administrador da Fundação Oceano Azul, informou que a equipa está muito orgulhosa da descoberta. No entanto, salientou que tinham indícios de que podia haver aquele tipo de atividade naquela região, daí ter sido escolhida para a missão.


Segundo Emanuel Gonçalves, o facto deste campo hidrotermal ser pouco profundo e próximo do Faial representa uma oportunidade única e mais acessível a investigações futuras. Numa entrevista dada ao Público, o investigador explica que “as fontes hidrotermais são raras no mundo e podem dar pistas muito importantes do ponto de vista científico sobre questões fundamentais que procuramos responder, como sejam as características na origem dos primeiros organismos e como procurarmos indícios de vida noutros planetas”.


O biólogo marinho da Universidade dos Açores Telmo Morato, coordenador da equipa da expedição Oceano Azul dedicada aos ecossistemas de profundidade, explica em comunicado que “os campos hidrotermais são zonas onde emergem fluidos quentes frequentemente relacionados com vulcanismo, ricos em minerais que criam as condições para o desenvolvimento de um ecossistema único que não depende da luz do sol”. O campo agora descoberto é composto por múltiplas chaminés de diferentes alturas e que os fluidos hidrotermais são transparentes, ligeiramente mais quentes que o exterior e ricos em dióxido de carbono.


Atualmente, são conhecidos oito campos hidrotermais profundos no mar Português ao largo dos Açores: “Lucky Strike” (o primeiro a ser descoberto, em 1992), “Menez Gwen”, “Rainbow”, “Saldanha”, “Ewan”, “Bubbylon”, “Seapress” e “Moytirra”.


A expedição científica Oceano Azul tem como objetivo explorar zonas ainda pouco conhecidas do mar dos Açores de forma a promover a conservação marinha, no âmbito do programa “Blue Azores”. A expedição é organizada pela Fundação Oceano Azul em parceria com a Waitt Foundation (proteção dos oceanos) e a National Geographic Pristine Seas (projeto para salvaguardar zonas intactas dos oceanos), e em colaboração com a Marinha Portuguesa através do Instituto Hidrográfico, o Governo Regional dos Açores e a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC) com o ROV "LUSO". Além de cientistas nacionais de diversos centros de investigação e universidades, participam também na expedição especialistas de universidades e instituições dos Estados Unidos, Austrália e Espanha.



Fontes


Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental
Agência Lusa
Público
Observador

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:d3fad9cd-6407-4a97-9e4b-ec164b096e24
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.