Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:



Mundo ► Fenómenos Naturais

Foto: António Moizão/Facebook in Público.
19-11-2018 20:00
Évora
Colapso de uma estrada para uma pedreira em Borba, Évora, provoca a morte a pelo menos duas pessoas

​O colapso de um troço da estrada municipal 255 que liga Borba a Vila Viçosa, em Évora, e provocou a morte a pelo menos duas pessoas, encontrando-se ainda várias soterradas e/ou submersas. De acordo com a Proteção Civil, no local estão cerca de 60 operacionais apoiados por 22 viaturas e um meio aéreo.

Segundo o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, dois automóveis de particulares, e uma máquina retroescavadora de uma empresa que opera numa das pedreiras da zona, também terão ficado soterrados na sequência do acidente. A profundidade da pedreira ultrapassa os 50 metros.

Fonte do CDOS de Évora diz tratar-se de um abatimento de terras com arrastamento de material e trabalhadores para dentro do poço de uma pedreira. Numa impressão preliminar de Carlos Mineiro Alves, bastonário da Ordem dos Engenheiros, a proximidade entre a estrada indicia um deslizamento de terras, e que tal situação, aliada a condições meteorológicas, levou à ocorrência do acidente. Relata ainda que não é comum uma estrada estar tão perto de uma pedreira, havendo necessidade de no mínimo existir um perímetro de segurança. Segundo a mesma fonte, que sendo a pedreira de mármore, não deverá estar relacionada com o acidente. 

O presidente da Câmara de Borba referiu que o abate da estrada foi considerável e muito significativo, referindo que tratou-se de toneladas de material que caiu de forma abrupta. Moradores de Borba afirmam que a estrada já estava sinalizada, pelo que “havia indícios de que a estrada podia ruir a qualquer momento. Caso o acidente se desse depois das 17 horas, o número de vítimas seria muito maior, por ser um local de circulação corrente. 
De acordo com a informação disponível até ao momento, as operações de resgate estão a tornar-se difíceis pelo anoitecer, tendo sido já montado um centro de operações no campo de futebol do Sport Clube Borbense.



Fontes


Sábado
Público
Diário de Notícias

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.