Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:3529fa76-1e7e-41f1-bce6-b52ee52d1770


Mundo ► Fenómenos Naturais

Queda de cinzas provenientes do vulcão Sangay, Equador (Foto: Twitter Polícia do Equador in Globo)
21-09-2020 10:00
Equador
Incremento da atividade eruptiva no vulcão Sangay

​No passado domingo, o vulcão Sangay, localizado na parte central do Equador, registou um aumento significativo na atividade vulcânica, incluindo várias explosões fortes e emissões de cinzas. Segundo o Instituto Geofísico (IG) do Equador, a atividade aumentou a partir das 04h20 (hora local, 09h20 UTC), com tremores sísmicos mais intensos do que os registados nos meses anteriores.
 
Imagens de satélite mostraram uma grande nuvem de cinzas que ascendeu até 10 quilómetros acima da cratera do vulcão.
 
O Sangay é um dos vulcões mais ativos do Equador. O primeiro relato de uma erupção histórica foi em 1628. Entre 1728 até 1916 foram relatadas erupções mais ou menos contínuas, situação que voltou novamente a ocorrer em 1934 e que se mantém até à atualidade. A atividade quase constante causou mudanças frequentes na morfologia do complexo da cratera do cume.
 
O vulcão, localizado numa região despovoada do sul da província amazónica de Morona Santiago, iniciou um novo período eruptivo em maio do ano passado. De acordo com o Instituto Geofísico (IG) do Equador, as províncias de Chimborazo e Bolívar, na região andina central do país, devem ser as mais afetadas pela potencial acumulação de um a três milímetros de cinzas, o que é suficiente para afetar a agricultura.
 
O Serviço Nacional de Gestão de Riscos e Emergências disse em nota que suas unidades de monitorização relataram "forte queda de cinzas vulcânicas" em vários cantões das províncias de Chimborazo e Bolívar, bem como em Guayas, a sudoeste, e Los Rios, a oeste. Foram ativados Comités de Operações de Emergência (COE) locais e regionais para coordenar as medidas de resposta e entrega de ajuda humanitária às populações afetadas.


Fontes


Xinhua
Smithsonian Institute - GVP
Volcano Discovery

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:3529fa76-1e7e-41f1-bce6-b52ee52d1770
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.