Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:19391075-33d4-4cf4-9c46-55b922723598


Painéis ► em encontros internacionais

 

Referência Bibliográfica


WALLENSTEIN, N., GUEST, J.E., TRYGGVASON, E., GASPAR, J.L., FERREIRA, T., COUTINHO, R., MALHEIRO, A., QUEIROZ, G. (1998) - Desastres e calamidades naturais na ilha de S. Miguel, Açores: os movimentos de massa ocorridos na madrugada do dia 31 de Outubro de 1997. "1ª Assembleia Luso-Espanhola de Geodesia e Geofísica, Simpósio - 1: Assessment and reduction of natural risks". Espanha, Almeria, Fevereiro (Poster).

Resumo


Na madrugada do dia 31 de Outubro de 1997 ocorreram na ilha de S.Miguel inúmeros movimentos de massa, na sequência dos quais perderam a vida 29 pessoas. O concelho da Povoação, na parte oriental da ilha, foi particularmente afectado, tendo sido os danos materiais aí registados significativamente avultados. Casas destruídas, estradas cortadas, pontes danificadas e terrenos produtivos cobertos por lama determinaram, entre outros aspectos, a situação de calamidade verificada.
 
No presente trabalho procede-se ao enquadramento vulcanológico da área mais atingida e identificam-se alguns dos factores que contribuíram decisivamente para o desenrolar do acontecimento. Paralelamente caracterizam-se os diferentes tipos de movimentos de massa observados e discute-se a importância da avaliação do hazard associado a fenómenos naturais no que respeita à elaboração dos planos de emergência municipais.

Observações


Anexos