Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:



Artigos em livros de actas ► Internacionais

 

Referência Bibliográfica


CARVALHO, M.R., ACCIAIOLI, M.H., NUNES, J.C., SANTOS, J.F., PINTO, M.S., FORJAZ, V.H., RODRIGUES, B., FRANÇA, Z., CRUZ, J.V. (2005) - Interacção mineral-fluido na zona Cachaços - Lombadas do sistema geotérmico do vulcão do Fogo (ilha de S.Miguel, Açores). In: Fonseca, E., Silva, E.F., Azevedo, M.R., Santos, J.P., Patinha, C. e Reis, A.P. (Eds.), Actas XIVII Semana de Geoquímica – VIII Congresso de Geoquímica dos Países de Língua Portuguesa, Aveiro, Vol. 1, p. 277-280.

Resumo


O sistema geotérmico do Vulcão do Fogo é explorado, na zona Cachaços-Lombadas, através de quatro furos de produção, CL1, CL2, CL 3 e CL5 ligados à Central Geotérmica da Lagoa do Fogo. O estudo petrográfico e mineralógico das amostras das sondagens sugere que a distribuição dos minerais secundários, associados ao sistema geotérmico, resulta da sobreposição de duas etapas principais da história evolutiva deste sistema hidrotermal. Efectuou-se o cálculo da composição da água profunda no reservatório e o estudo dos equilíbrios mineral-fluido para várias temperaturas ao longo do arrefecimento adiabático simulado de 240ºC até 100ºC. Os resultados mostram que o fluido geotérmico actual é mais ácido e redutor do que o que terá formado os produtos de alteração observados e atribuídos à primeira etapa de alteração. Os processos mais importantes no acontecimento hidrotermal mais recente terão sido a ebulição retrógrada e a imiscibilidade de fluidos, conduzindo à formação de fases individualizadas ricas em CO2 e em H2S.

Observações


Anexos