Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:



Comunicações orais ► em encontros nacionais

 

Referência Bibliográfica


SENOS, M.L., GASPAR, J.L., CRUZ, J., FERREIRA, T., NUNES, J.C., PACHECO, J., ALVES, P., QUEIROZ, G., DESSAI, P., COUTINHO, R., VALES, D., CARRILHO, F. (1998) - O terramoto do Faial de 9 de Julho de 1998. "1º Simpósio de Meteorologia e Geofísica da APMG". Algarve, Lagos, Novembro (Comunicação Oral).​

Resumo


No dia 9 de Julho de 1998, às 05:l9h ocorreu um terramoto no Arquipélago dos Açores, cujo epicentro se localizou a cerca de 16 km a NNE da cidade da Horta, ilha do Faial, o qual causou oito vítimas mortais, dezenas de feridos e centenas de desalojados, bem como avultados danos materiais.
 
As ilhas mais atingidas foram o Faial, onde se observou a intensidade máxima de VIII, o Pico e S. Jorge, onde as intensidades máximas foram respectivamente, VII e VI, a Graciosa e a Terceira onde não foi ultrapassada a intensidade IV e S. Miguel cuja intensidade máxima observada foi III na região mais ocidental da ilha.
 
Este sismo foi seguido de milhares de réplicas, centenas das quais foram sentidas com maior ou menor intensidade, ao longo dos primeiros meses da crise sísmica. Os epicentros calculados foram seleccionados entre os vários eventos registados, devido à impossibilidade de tratamento sistemático de todos os registos, uma vez que nas primeiras três semanas ocorreram mais de 6800 eventos.
 
Contudo, os cálculos efectuados permitiram definir alinhamentos com direcções bem definidas, os quais poderão corresponder a fracturas com movimentos de reajustamento que foram sendo observados ao longo da crise.

Observações


Anexos