Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:



Comunicações orais ► em encontros nacionais

 

Referência Bibliográfica


CYMBRON, R.V., PACHECO, D.M., GONÇALVES, V., CABRAL, M., CRUZ, J.V., RAPOSIERO, P., COSTA, A., MARQUES, H., DOMINGOS, M., NUNES, J., COUTINHO, R. (2004) - Monitorização da qualidade das águas superficiais das ilhas Santa Maria e S. Miguel da Região Autónoma dos Açores. 8ª Conferência Nacional sobre a Qualidade do Ambiente. Lisboa 27 a 29 de Outubro (Comunicação Oral).

Resumo


A Directiva do Parlamento Europeu e do Conselho nº 2000/60/CE, de 22 de Dezembro, denominada Directiva Quadro da Água (DQA) constitui, reconhecidamente, o mais importante instrumento integrador da política da Água da União Europeia. Um dos aspectos inovadores deste diploma foi a introdução do conceito de “estado ecológico” para a avaliação da qualidade das águas superficiais assente na biomonitorização, de acordo com a metodologia normativa fixada, para que cada Estado-membro alcance o “bom estado das águas” até 2015.

 

A primeira fase do projecto, que se realizou ao longo de um ano, englobou as ilhas de S. Miguel e Santa Maria. No controlo analítico efectuado pretendeu-se avaliar a qualidade ecológica da água, ainda que de forma preliminar, bem como detectar os principais focos de contaminação que poderão pôr em risco o bom estado das águas. A rede congrega um total de 56 pontos de amostragem, distribuídos por 11 ribeiras, que representam no seu conjunto apenas um ecótipo, de acordo com o sistema A, e 9 lagoas, representativas dos ecótipos identificados de acordo com o sistema B, no âmbito do Plano Regional da Água da Região Autónoma dos Açores.

 

A análise conjunta dos aspectos químicos e ecológicos constitui o primeiro passo para a implementação de um adequado programa de monitorização de vigilância ajustado às especificidades regionais. O aprofundamento do conhecimento sobre as comunidades biológicas, e a sua aplicabilidade na avaliação da qualidade ecológica dos meios hídricos dos Açores, certamente que contribuirá para um melhor planeamento e gestão dos recursos hídricos que, em regiões insulares, assume importância acrescida.

Observações


Anexos