Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:5ca3fc74-bffd-43b4-82b2-98c682dde6ef


Teses ► Mestrado

 

Referência Bibliográfica


SILVA, C. (2006) - Estudo da desgaseificação difusa no vulcão das Furnas (Ilha de S. Miguel): o caso do 222Rn. Dissertação​ de Mestrado em Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos, Dep. Geociências, Universidade dos Açores, 167p.

Resumo


O radão (222Rn) é um gás nobre, radioactivo, incolor e inodoro resultante da série de decaimento do urânio (238U). A sua concentração no solo depende de factores inerentes ao próprio solo, de factores climáticos e das condições de transporte deste gás. Pode ainda ser encontrado dissolvido na água ou disperso no ar atmosférico. Sendo um importante indicador de fenómenos que ocorrem em profundidade o seu estudo tem diversas aplicações, nomeadamente: (a) na identificação de falhas activas; (b) na monitorização sismovulcânica e (c) na prospecção geotérmica.

 

A área de estudo do presente trabalho centra-se no Vulcão das Furnas, um dos três vulcões centrais da ilha de S. Miguel. Este vulcão é conhecido pela sua significativa desgaseificação, nomeadamente pela presença de campos fumarólicos e de nascentes de água termal e gaseificada. O presente trabalho enquadra-se no âmbito do estudo de desgaseificação difusa através dos solos na freguesia das Furnas, localidade situada na caldeira deste vulcão, apresentando-se a cartografia de 222Rn e de anomalias térmicas e os resultados dos ensaios de monitorização contínua de 222Rn no solo e da qualidade do ar interior de uma habitação.

 

Os trabalhos relacionados com a amostragem da concentração de radão e da temperatura para a realização dos estudos de cartografia, decorreram num período compreendido entre Julho e Novembro de 2005. Os valores de concentração de 222Rn oscilaram entre os 45,9 e os 110808 Bq/m3, e a sua distribuição espacial permitiu identificar 14 zonas anómalas. Tendo por base a localização das áreas anómalas foram definidos alguns alinhamentos de direcção E-W, NE-SW e E-W a WNW-ESE. No que se refere aos valores de temperatura obtidos, estes variaram entre os 16,5 e os 100 ºC e foram definidas 3 zonas anómalas principais.

 

A estação fixa de 222Rn foi instalada no jardim do Centro Termal, junto à estação permanente de fluxo de CO2 (GFUR1). A amostragem contínua de radão no solo foi efectuada entre Agosto e Dezembro de 2005 e os valores de concentração de 222Rn oscilaram entre os 0 e os 35308,28 Bq/m3. Uma vez que a concentração de gás no solo pode ser influenciada por factores meteorológicos, recorreu-se aos dados fornecidos pela estação meteorológica acoplada à estação GFUR1. A análise comparativa da distribuição temporal da concentração de radão no solo e dos factores meteorológicos permitiu verificar que a pressão barométrica, a pluviosidade e a humidade no solo parecem ser os factores que exercem maior influência sobre a concentração deste gás no local monitorizado.

 

O radão quando disperso no ar atmosférico não representa perigo em termos de saúde pública, no entanto, quando se acumula em espaços interiores, como em habitações, pode representar uma séria ameaça. A amostragem contínua de radão e de dióxido de carbono no interior de uma habitação da freguesia das Furnas decorreu num período compreendido entre Novembro e Dezembro de 2005. Os valores de concentração de 222Rn oscilaram entre os 0 e os 13272,91 Bq/m3 e os de dióxido de carbono entre os 0 e os 6 %vol. Os valores mais elevados foram obtidos em condições de ventilação nula ou reduzida sendo os valores de radão nestes casos superiores aos 400 Bq/m3 estabelecidos na legislação nacional como limite aceitável para a concentração de radão no interior de habitações em regiões graníticas. Também o CO2, em condições de ventilação nula, atinge valores acima dos aconselhados pelas Organizações Internacionais para ambientes fechados. O factor que parece exercer maior influência sobre a concentração de radão no interior da habitação é a ventilação, dependendo esta, por sua vez, dos hábitos dos residentes e da velocidade do vento.

 

Deste trabalho ressalta o facto da desgaseificação difusa de radão através dos solos apresentar uma distribuição espacial semelhante à cartografada para o CO2, denotando a importância que a presença do reservatório hidrotermal tem neste processo de desgaseificação. Adicionalmente, este trabalho evidencia a possibilidade deste gás estar presente no interior de habitações, em concentrações muito superiores às recomendadas pelas entidades portuguesas regulamentadoras da qualidade de ar interior, e como tal, constituir um factor de risco para a saúde pública. Assim, torna-se necessário, no futuro, continuar a desenvolver trabalhos, neste vulcão, quer no âmbito da monitorização sismovulcânica, quer no que diz respeito à caracterização da qualidade do ar no interior de um maior número de habitações, no sentido de melhor avaliar a extensão dos potenciais efeitos em termos de saúde pública.

Observações


Anexos