Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:8a512f0c-56cd-4551-a186-764093b6525b


Teses ► Mestrado

 

Referência Bibliográfica


MONTALVO, A. (2005) - Concepção, desenvolvimento experimental e teste de sistemas de instrumentação sísmica para a monitorização sismovulcânica. Dissertação​ de Mestrado em Vulcanologia e Riscos Geológicos, Universidade dos Açores, 150p.

Resumo


A instrumentação desenvolvida para a monitorização sismovulcânica é uma vertente da instrumentação, em sismologia clássica, tem como objectivo o acompanhamento da sismicidade associada à actividade vulcânica. O objectivo desta vigilância é o de identificar os sinais precursores da reactivação dos sistemas vulcânicos, por forma a poder a favorecer uma resposta atempada, em termos de Protecção Civil. Neste contexto, devem ser conjugados diversos elementos instrumentais e técnicas de monitorização que permitam alcançar estes objectivos.

 

A complexa abordagem instrumental de cada técnica de vigilância sismovulcânica que pode ser implementada, pode resultar num dispêndio de recursos económicos muito elevado, pelo que cada vez mais institutos de investigação e observatórios, envolvidos nas actividades de monitorização sismovulcânica, colaboram entre si na concepção, desenho e desenvolvimento instrumentação para utilizar nas diversas técnicas de monitorização. Esta colaboração abrange principalmente aspectos técnicos como o software específico, os detectores sísmicos, os condicionadores electrónicos de sinal e os sistemas de instrumentação.

 

Nos últimos anos, o Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos (CVARG) da Universidade Dos Açores (UAC), através do Grupo de Sismologia Vulcânica (GSV), tem estabelecido vínculos com diversas instituições europeias, tais como o Departamento de Volcanología do Museo Nacional de Ciencias Naturales e Instituto Andaluz de Geofísica da Universidad de Granada, de Espanha, e o Observatório Vesuviano, de Itália. Destas parcerias surgiram projectos de investigação como o projecto VULTEC e o projecto e-Ruption, ambos com uma importante componente de desenvolvimento instrumental e que estiveram na origem do presente trabalho.

 

O projecto VULTEC foi um projecto financiado com fundos europeus, através do programa PRADIC da Direcção Regional da Ciência e Tecnologia, o qual visou a criação de uma rede sísmica experimental, de registo contínuo e de telemetria digital, no maciço vulcânico das Sete Cidades, na ilha de S. Miguel. Esta rede é constituída por cinco estações sísmicas, quatro de uma componente vertical e uma de três componentes, que têm como objectivo principal a criação de um modelo base de instrumentação para futuras redes de monitorização sismovulcânica na região dos Açores.

 

O projecto e-Ruption, por seu turno, surge da parceria de diversas instituições da comunidade europeia, financiado com fundos comunitários, e visou o desenvolvimento de modelos matemáticos de zonas sismogénicas de natureza vulcânicas que pudessem ser adaptados a outros sistemas vulcânicos, a partir do estudo sísmico de vulcões laboratório europeus. Neste contexto, foram escolhidos os vulcões do Fogo e das Furnas, na ilha de S. Miguel, como palco para a primeira campanha de escuta sísmica deste projecto, onde o CVARG, através do GSV, participou activamente, tendo como um dos resultados a concepção, desenvolvimento experimental e construção de duas estações sísmicas portáteis digitais.

 

O presente trabalho teve como principal objectivo reunir os fundamentos de instrumentação sismovulcânica e descrever os sistemas desenvolvidos pelo autor, no seio do GSV, visando uma futura implementação dos mesmos, ou de outros similares de custos igualmente reduzidos, nos diversos sistemas vulcânicos dos Açores, como complementaridade aos sistemas de instrumentação actuais.

Observações


Anexos