Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/publicacoes. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:ea36dc58-70dc-4ba7-9aa4-8be3a604c52d


Painéis ► em encontros nacionais

 

Referência Bibliográfica


AMARAL, P., MARQUES, R., ZÊZERE, MARQUES, F., QUEIROZ, G., RAMOS, T., GONÇALVES, M.C. (2008) - Caracterização hidrológica e geotécnica de solos vulcânicos pomíticos com vista à integração em modelos deterministicos para avaliação da instabilidade de vertentes no concelho da Povoação (S. Miguel, Açores). Geomorfologia 2008, IV Congresso Nacional de Geomorfologia. Eixo temático H – Riscos naturais, processos erosivos e dinâmica de vertentes, Braga, 16 a 18 de Outubro (Poster).

Resumo


A aplicação de modelos de base física no domínio da previsão de movimentos de vertente, nomeadamente através de modelos hidrológicos acoplados a modelos geotécnicos, deve de ser baseada num estudo exaustivo e rigoroso dos parâmetros hidrológicos e geotécnicos dos materiais das vertentes em estudo.

 

No presente trabalho apresentam-se os métodos laboratoriais utilizados na caracterização hidrológica e geotécnica, bem como os resultados obtidos em solos pomíticos de 5 vertentes instáveis no concelho da Povoação.

 

Os parâmetros de resistência ao corte foram determinados através de ensaios de corte directo nas condições Consolidado/Drenado (CD) em amostras no estado natural, recolhidas em diferentes níveis estratigráficos. As amostras estudadas organizam-se em duas famílias distintas em termos de ângulos de atrito interno, uma com valores entre 30º e 34º e outra com valores entre 34º e 43º, enquanto que a coesão efectiva variou entre 0 e 8 kPa. Do ponto de vista físico, os solos amostrados apresentam densidades aparentes secas (gd) baixas, variando entre 0.57gcm-3 e 1.14gcm-3, porosidades (n) elevadas, entre 50% e 74% e valores de índice de vazios (e) igualmente elevados, variando entre 1.02 a 3.29. A maioria das amostras analisadas apresentam pouca ou nenhuma plasticidade.

 

No contexto hidrológico, a condutividade hidráulica saturada foi determinada, em laboratório, através do método de carga constante e através de ensaios edométricos, e no campo, através de permeametros de duplo anel. A curva da condutividade hidráulica não saturada foi determinada pelo método da evaporação, para valores de h entre -20cm e -800cm de água e pelo método de ar quente, para valores de h inferiores a -50 cm de água. As curvas de retenção de água no solo foram obtidas por caixas de areia, para pressões efectivas de 0cm a -100cm de água, por dispositivos de placas de pressão, para pressões efectivas inferiores a 100cm e pelo método da evaporação. Os diferentes métodos utilizados mostraram concordância entre si e os pontos experimentais ajustam-se aos modelos de parametrização das propriedades hidráulicas com R2 entre 0.95 e 0.99.

 

Os resultados geotécnicos e hidrológicos obtidos servirão de base e como input para os modelos determinísticos, com vista à avaliação da susceptibilidade e previsão de fenómenos de instabilidade de vertentes no concelho da Povoação. Para além desta aplicação específica, a informação obtida no presente estudo pode constituir uma referência importante para projectos de obras de engenharia num mesmo contexto geológico.

Observações


Anexos