Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Não é possível visualizar esta Peça Web. Para resolver o problema, abra esta página Web num editor de HTML compatível com o Microsoft SharePoint Foundation como, por exemplo, o Microsoft SharePoint Designer. Se o problema persistir, contacte o administrador do servidor Web.


ID de Correlação:6cf4a1bc-d14c-4366-b17b-1013e979a01f


Mundo ► Fenómenos Naturais

Vulcão do Fogo, Cabo Verde, em erupção (Imagem: Fogo News)
26-11-2014 11:00
Cabo Verde
Erupção do Vulcão do Fogo (actualização)

Os últimos dados disponíveis sobre a erupção do Vulcão do Fogo (Cabo Verde), iniciada no passado dia 23 de Novembro, indicam que a actividade se mantém. A actividade eruptiva desenvolveu-se ao longo de uma fissura localizada no flanco sudeste do centro eruptivo da erupção de 1995. Ao longo desta fissura surgiram vários focos eruptivos a partir dos quais estão a ser emitidos escoadas lávicas, piroclastos de queda, cinzas e gases vulcânicos. Foram foramados dois ramos de escoadas lávicas, um que progrediu para sul em direcção a Cova Tina e que bloqueou o acesso viário a Chã das Caldeiras. Um segundo ramo avançou para noroeste em direcção à localidade de Portela.

 

A erupção já provocou avultados prejuízos na zona da Chã das Caldeiras, com várias habitações, estradas e terrenos agrícolas atingidos pelo avanço das escoadas lávicas e pela cobertura de vários materiais piroclásticos. No final da tarde de 24 a sede do Parque Natural, inaugurada em Março do corrente ano, foi atingida pelas escoadas lávicas e também vandalizada. Em risco continuam as adegas, onde estão depositados cerca de 100 mil litros de vinho.

 

A localidade de Chã das Caldeiras encontra-se isolada devido à destruição da estrada principal e de todas as estradas alternativas de acesso. As comunicações móveis e fixas foram interrompidas, mas repostas ao final da tarde de ontem, dia 25, com a instalação de um posto de telecomunicações à entrada de Chã das Caldeiras, com capacidade para garantir comunicação telefónica e internet 3G.

 

A Direcção-geral das Infra-estruturas encontra-se a realizar trabalhos de desobstrução de uma via de acesso na zona de Cova Tina para facilitar a circulação e permitir o transporte dos bens dos moradores. Neste local, a lava encontra-se estacionária desde a manhã de ontem.  

 
Em declarações prestadas à Rádio de Cabo Verde, a Ministra da Administração Interna, Marisa Morais, informou que a erupção mantém-se, embora com alguns sinais de diminução, segundo a informação adiantada pelo Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INMG). No terreno encontram-se várias entidades, nomeadamente as Forças Armadas, Polícia Nacional e Protecção Civil, que irão ser alvo de um reforço militar e policial. A ministra informou ainda que na ilha existem já 4000 máscaras de protecção, e que se esperam mais 80 mil. Apela ainda à calma da população para que as autoridades possam actuar no terreno.
 
A Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) emitiu um aviso onde coloca Cabo Verde sob alerta máximo, devido às cinzas vulcânicas. Ontem a  nuvem de cinzas progrediu para São Vicente e São Nicolau, devido a ventos de SSE, pelo que a Transportadora Aérea Cabo-verdiana (TACV) suspendeu os voos para São Filipe (Fogo), São Vicente e São Nicolau. Contudo, a mesma transportadora informa que segundo o INMG e o Volcanic Ash Advisory Centre (VAAC) de Toulouse, não há indícios de cinzas a médias e altas altitudes. O que se regista é uma nuvem de gases vulcânicos (SO2) abaixo do nível de 30 mil pés (aproximadamente 9 km), e que se estende até 480 km a norte da ilha. Os voos internacionais continuam a operar normalmente.
 
Nas manhãs de segunda-feira e terça-feira dois investigadores do CVARG/CIVISA, Jeremias Cabral e Vera Alfama, naturais de Cabo Verde, partiram para o arquipélago tendo em vista integrar as equipas da Protecção Civil e da Universidade de Cabo Verde. O CVARG/CIVISA encontra-se a acompanhar o desenvolvimento da actividade eruptiva. 


Fontes


Fogo News
Sapo.cv
Inforpress
VAAC Toulouse

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://cvarg.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.